Nós construímos nossa história todos os dias, passeamos por aí, dividimos momentos, fazemos contatos, nos apresentamos para as pessoas, mudamos de opinião, de vontades, de lugares, de profissão…

Tem um tema que eu amo: carreira! Escolhemos muito cedo o que seguir mas não nos dizem que a chance de querer mudar é grande e nem como nos posicionar e ser mais assertiva nessa colocação.

Por 7 anos trabalhei na área de recursos humanos, com recrutamento e seleção de talentos. Fiz graduação de psicologia e no último ano da faculdade me preparei para o universo corporativo. Só que essa preparação foi teórica, foi sobre como fazer dinâmicas, como atender pessoas, escutar, indicar vagas, não tinha nada sobre como me colocar, me apresentar, como agir, definir caminho e me posicionar, isso a gente aprende na marra, dando a cara a tapa, errando para acertar. Eu cometia 2 grandes erros, a meu ver: não tinha um planejamento e não me importava de me vestir adequadamente para os meus sonhos, veja bem, não significa que eu andava mal vestida, eu apenas não entendia sobre símbolos,  não me colocava como uma profissional bem sucedida e sim uma estudante errante e tudo bem, estava na média. Mas, por que andar na média se podemos nos destacar com mais conhecimento? Nos planejando, tendo clareza dos nossos objetivos, identificando nossas metas, determinando o caminho e estando pronta (literalmente) para chegar lá?

Hoje eu tenho muita clareza do meu objetivo, aplico semanalmente em mim ferramentas de coaching que me ajudam a traçar o caminho. Além disso, coloco em prática tudo o que aprendi como consultora de imagem, em mim mesma, sei como quero ser vista, mudo a estratégia quando identifico que dá pra melhorar, o importante é o estado de consciência que tomamos ao olhar para nossa vida e planos.

O quanto você tem clareza dos seus objetivos?

Para onde está indo?

Como está indo? (com que roupa?)

Eu disse que aplico ferramentas de coaching em mim mesma né? Deixa eu te mostrar o resultado final de uma delas, veja a foto ao lado ———>

Duas coisas saíram dessa atividade:

  • os passos que preciso dar para alcançar o meu objetivo, a mulher que desejo me tornar;
  • quando olho para a minha meta penso como essa mulher, que vai conquista-la, se veste.

Não dá para não pensar nos próximos passos e no que precisa ser feito e quando vou escolher o que usar no meu dia, penso: por que não me vestir já como a mulher que quero me tornar? Tudo muda!

Eu não sei quais respostas você deu para as minhas 3 perguntas anteriores, mas sugiro que você saiba o mais rápido possível onde quer chegar e se comprometa com isso, por você!

 

Facebook Comments
Outros Posts

Deixe um Comentário