Essa afirmação está correta pra você?

Trabalho com muita consciência e compreendo que o nosso assunto é muito particular. Vestir é gosto pessoal, é história, é comunicação e é, também, reconhecer você mesma. Eu JAMAIS vou dizer o que você, cliente, aluna, leitora, simpatizante, amiga, familiar… deve fazer e vestir. É cruel a maneira como as pessoas interferem na imagem do outro e é inadmissível que a gente aceite tamanha falta de respeito.

Sabe porque decidi escrever esse texto? Por que escrevi em um post: você bem vestida, todo dia! Notem bem que eu não disse: Você TEM QUE estar bem vestida to-do-san-to-di-a. Você fica se quiser. Agora, vocês sabem que o meu trabalho tem tudo a ver com aparência, mas eu luto, digo, repito sempre, que essa aparência precisa ser coerente com quem você é, de verdade e que não existe certo ou errado. Recebo tantas perguntas sobre o vestir, tantas mulheres que querem sim sentir o poder que a roupa traz, olhar no espelho todo dia e se sentir muito maravilhosa, de uma maneira tão natural, sem precisar se esforçar, gastar horas na frente do armário, ou rios de dinheiro no shopping comprando errado ou sem saber como usar.

Sabe o que eu acho? Que cada uma precisa encontrar o seu ponto ideal. O caminho e a versão que melhor se adapta ao estilo de vida. Eu quero sim que você se sinta linda todo dia, e o seu “bem vestida” é diferente do meu, que é diferente de todas as outras mulheres, e ainda bem! Viva cada diferença entre nós e cada encontro de gostos.

Trabalhar sua imagem, sua autoimagem, te traz o maior benefício que você pode ter: sua autoconfiança, sua autoestima lá no alto. O que você vestir será consequência do seu estado de espírito, do que você sente, de como quer se mostrar pro mundo. É muito mais do que “Tenho que estar bem vestida para agradar a sociedade.”

Sou psicóloga e a consultoria de imagem entrou na minha vida como uma ferramenta para fazer cada mulher mostrar quem é, sentir quem é e gostar de quem é. Temos vários sonhos e tem tanta coisa que a gente tem vontade de ser. Que mulher nunca pensou: “Eu queria mudar! Queria me transformar! Me sentir mais bonita e isso me ajudaria a ter mais confiança no meu trabalho, no meu relacionamento…!” ? E depois disso não fez nada, ficou passando vontade. Ruim né? Será que é o seu caso?

Esse texto foi para te provocar, para te fazer pensar mais sobre a mulher que você quer ser e que está só esperando você dar o primeiro passo. Qual será o seu?

 

Facebook Comments
Outros Posts

Deixe um Comentário