Aprendemos a nos comparar, a imitar, todo o tempo. Não é de agora, afinal, na infância lá estávamos nós pegando as roupas no armário da mãe, tia, avó e imitando seus looks, maquiagens, jeitos de andar, falar… Na juventude a ideia de pertencer aos grupos nos fazia parecer como todos do mesmo grupo. Aprendemos a limitar nosso estilo, a dar nomes, rotulando se somos mais esportivas, mais modernas ou criativas, mais isso ou aquilo. Quanta perda de informação e capacidade de comunicação.

O poder que a roupa tem já foi conversado com vocês e eu gosto muito de lembrar sobre esse post, afinal sempre tem gente nova por aqui e acredito ser de imensa importância todas ficarmos ligadas do poder que nossas roupas exercem sobre como podemos nos sentir, nos comunicar e nos apresentar. Foi comprovado por um estudo de universidade, se você ainda não leu, sugiro que clique AQUI e entenda do que estou falando.

Quando a gente deseja a aceitação do outro é automático que paremos de olhar para as nossas reais necessidades para ficar de acordo com as expectativas de quem queremos agradar. Esse padrão de comportamento tende a crescer se não nos tornarmos conscientes e rompê-lo. Uma das melhores maneiras de compreender melhor o seu estilo é ter clareza das suas reais necessidades, é nisso que quero te ajudar hoje. Pegue papel e caneta e faça essa atividade comigo.

Você tem a sua rotina, suas atividades, deveres, papéis a desempenhar (executiva, mãe, dona de casa…). Liste quais são todos eles, compreenda que para cada um, existirão necessidades e prioridades diferentes. Após colocar todas as atividades no papel, reflita sobre cada uma e responda:

  • O que preciso sentir para executar bem este papel?
  • Do que não abro mão?

Exemplo: você acaba de tornar-se mãe e ainda não percebeu que suas necessidades mudaram. Você precisa de peças práticas, roupas que possa se mexer com mais facilidade e menos preocupação. Seu conforto se torna diferente.

O objetivo desta pergunta é que você passe a compreender as suas reais necessidades, ao serem atendidas você se aceita, se cuida, percebe mais do que precisa e fica menos refém do externo.

O seu estilo é mais do que um nome, ele precisa atender cada prioridade do seu dia a dia, estar de acordo com as atividades, fazer você sentir que está atendendo suas próprias necessidades… ele é poderoso.

Facebook Comments
Recommended Posts

Deixe um Comentário