Quero começar esse post contando uma coisa: Não sei se você sabe, mas eu tenho uma lista VIP, com centenas de mulheres cadastradas, onde todas recebem conteúdos em primeira mão e, em alguns casos, exclusivos (se ainda não faz parte dessa comunidade você pode se cadastrar AQUI). Lá eu já fiz duas pesquisas em que essas mulheres puderam me ajudar à compreender melhor as dúvidas que surgem para quem acompanha o trabalho de consultoria de imagem. E tem uma coisa comum à todas, que realmente as une (nos une, me incluo): AUTOESTIMA.

Quando me perguntam quais as melhores combinações, ou qual a imagem estou transmitindo, ou moda é para todas as idades, como me visto melhor…? Todas estão na busca de serem melhor e isso é realmente maravilhoso. Quando paro e analiso tudo isso, consigo compreender que quando buscamos nos apresentar melhor (e isso não significa futilidade) queremos transmitir confiança. Já pensou nisso?

Vou começar a separar algumas perguntas mais frequentes para responder aqui. Elas terão os temas que cada uma desejar (moda, autoestima, autoconhecimento, saúde, mente, corpo… porque tudo isso é a sua (auto) imagem, como você se vê e como os outros te percebem).

Separei 2 perguntas para o post de hoje:

  1. Como devo me vestir tendo 44 anos , mas não me sentindo com 44?

Algumas das perguntas que eu faria para essa mulher:

  • Qual idade você sente ter? – Longe de padronizar uma mulher à uma idade X, mas pensar sobre a idade sentida te faz compreender comportamentos, símbolos, características que cada idade tem… mas consegue perceber que, se você fala sobre idade, já está se limitando à ela?
  • O que é ter 44 anos? – Ser madura, estar nova, ser velha, ter independência, ficar pra trás… (pensa aí, independente da idade que você tem, o que significa ter essa idade, pra você?)
  • Qual imagem você deseja passar? Moderna, jovem, elegante, sensual, divertida, criativa…

Cada peça adicionada no seu visual e cada comportamento ou atitude, devem ter coerência com a sua imagem transmitida, isso que contará na hora do vestir-se para a idade X. É mais o que você é e menos a idade que tem. Há jovens velhos e velhos jovens, certo? Compreender as crenças que ter determina idade traz é o passo número 1 para que você consiga se libertar disso. Se você se sente mais jovem ou mais velha, se comporta assim e é mais feliz assim, vista a camisa e vista-se da maneira que for mais você. Não existe fórmula certa!

2.  Como posso melhorar meu combinar as peças que já tenho?

  • Conheça seu armário, isso significa, faça uma limpa nele JÁ! – assim você conseguirá deixar o que você usa, o que gosta e elimina distrações.
  • Faça seu próprio dia de looks – após essa revitalização no seu guarda-roupas, separe um dia para criar looks;
  • Fuja da primeira opção – no dia que for criar looks, tente mais de uma combinação, a primeira será sempre a mais óbvia, a que você costuma fazer, e é disso que queremos fugir;
  • Fotografe-se – para não perder nenhuma combinação depois;
  • Tenha pessoas que inspiram looks diferentes e salve as fotos delas – depois olhe o que você já tem e veja como pode criar do seu jeito essa referência.

Não tem mistério, é mão na massa, é abrir os olhos, é pesquisar e seguir pessoas que agregam neste olhar.

 

Gostam da ideia de post resposta? Tenho uma lista de perguntas aqui e vou respondendo aos poucos. Se você tiver alguma, pode escrever para: contato@adomconsultoria.com.br vou amar responder aqui e você pode ajudar outras mulheres que tem essa mesma dúvida, lembre-se: SOMOS UMA COMUNIDADE!

 

 

Facebook Comments
Outros Posts

Deixe um Comentário