Falar sobre a impressão que causamos, tanto quando alguém nos encontra pela primeira vez, como no dia a dia, refere-se ao seu marketing pessoal, queira ou não. Não é possível ter medo de ousar nos dias de hoje, mas é necessário fazê-lo com responsabilidade. Ser comum, ser “mais um”, na nossa sociedade que busca o novo, é estar estagnado.

Quando o assunto é primeira impressão, trata-se de impactar positivamente aquele que nos encontra e a imagem pessoal tem bastante influência. As cores, o comprimento, o jeito de combinar as peças escolhidas para aquele dia, atitudes, tom de voz, o sorriso ou a falta dele… tudo causará, mesmo que inconsciente, uma reação em quem nos conhece. Não temos controle do que o outro pensará, mas podemos nos responsabilizar pelas nossas escolhas e atitudes, tentando minimizar o efeito sorte, ainda mais se tratando de encontros pessoais ou de negócios.

Faz um tempo, fiz uma ação no facebook com alguns profissionais de diversas áreas, para que cada um trouxesse razões do porque a imagem pessoal é valiosa. Selecionei alguns para este post. Acho mesmo que vale relembrar!

Quem começou foi a Mônica Salgado, diretora de redação da revista Glamour na época, hoje em carreira solo. Sou fã real oficial e fui atrás dela para conseguir um depoimento. Nem precisei soar, ela respondeu tão rápido meu e-mail, e ainda mandou áudio de whatsapp. Quem diria! (O áudio está salvo, lógico!). Veja o depoimento dela:


“ É inegável que a gente vive no mundo da imagem. Temos alguns segundos para fazer a pessoa com quem estamos nos relacionando montar uma imagem a nosso respeito. Antes mesmo de abrirmos a boca a pessoa vai olhar e escanear a gente, formando toda uma imagem a nosso respeito – ‘Ela é mulher. Ela tem quantos anos? Ela se liga em moda? Ela é vaidosa? Se maquia?  O que será que ela faz? Está vestindo um tailleur, talvez seja uma executiva!’.

Acho que é uma oportunidade preciosa, que não podemos desperdiçar, de passar uma mensagem bacana a respeito da gente mesmo e acho que cuidar do pessoal – o jeito que a gente cuida da gente, como tratamos o nosso corpo, o que ingerimos, como usamos nosso cabelo – é bastante significativo com relação ao cuidado que você tem com as coisas, com a vida, com o seu trabalho e com seus relacionamentos. É uma oportunidade de passar a melhor mensagem de você mesma!”

 Monica Salgado


 

Convidei também a nutricionista Sue Ellen Frazão. O link entre imagem e competência não poderia ter sido feito de forma mais clara.


“Na minha profissão a imagem pessoal está diretamente ligada à credibilidade e competência, chega até ser exagerado e preconceituoso. Onde além de ser bom profissional e carregar diplomas tenho que “demonstrar ser capaz” com minha imagem pessoal (corpo) provando que eu pratico no meu dia a dia aquilo que prego como profissional.”

Sue Ellen Frazão


 

O depoimento de quem trabalha com a busca de resultados, que fala de carreira e realização pessoal e profissional, é uma participação que não poderia faltar. Convidei a Coach Amanda Bífaro, responsável pelo programa ‘Sou Protagonista’ para explicar como a imagem impacta na carreira.


“A primeira impressão é a que fica. A imagem pessoal é importante para te abrir portas e oportunidades. E, lembre-se, você pode não ter uma segunda chance para tirar essa má impressão. Quando falamos da imagem pessoal não estamos falando somente da roupa que você veste, claro que se você está bem consigo mesmo o que for vestir transmitirá uma mensagem positiva, mas estamos falamos também da sua atitude, da postura corporal, entonação da voz, do seu olhar firme e daquele aperto de mão apertado. O corpo fala, e passamos o que sentimos por dentro para a nossa imagem e desta forma damos o recado para o mundo ao que viemos. Não podemos esquecer também que hoje em dia temos a imagem pessoal nas redes socias e que mantermos atualizado é interessante até para o mercado de trabalho”

Amanda Bífaro


 

Quando a profissão é baseada na imagem e é conhecida pelo modelo criado, é inegável que deveríamos ler mais sobre. A Daniele Salta, explicou por que a imagem da Aeromoça é tão forte e importante.


“É inegável o fato que a imagem pessoal tem uma grande importância na minha carreira escolhida de aeromoça. Desde o curso preparatório temos aulas de maquiagem, etiqueta e comportamento pessoal para passar à todos a melhor impressão possível. Não apenas a impressão do imaginário popular sobre aeromoças (lindas, modelos, confiantes), mas também como somos pessoas capazes de fazer nosso trabalho em todos os momentos.

Com dada importância também é inevitável que no momento que fazemos parte de uma tripulação não somos todas diferentes, e sim, todas combinamos para formar a imagem da empresa, apagando assim a individualidade da imagem pessoal de cada um em prol de uma imagem maior de confiança dos clientes pela empresa.”

Daniele Salta


 

O que é comum para todos os participantes é que cuidar da imagem é importante. Nenhuma novidade até aqui.

Você pode atrair pessoas por ter uma imagem de fácil comunicação, o que é importante para quem quer interagir e integrar mais. Vemos tudo através de símbolos (cores, formas, comportamentos, estilos etc) que são associados mentalmente a imagens predefinidas. Tais imagens, quase sempre, são formadas a partir de conceitos sociais herdados do ambiente que se vive. Evidencie símbolos que possam ser facilmente associados pelos outros.

A criação da sua imagem está 100% em suas mãos. Minha missão é ajudar você à construir sua imagem de maneira coerente, confiante, que te traga bem-estar pessoal e social, o que será reflexo da sua autoestima.

Como começar à pensar nessa imagem com alta sinergia com quem você é de verdade e como deseja ser vista? Vão aqui perguntas para iniciar essa jornada:

1- Como você se percebe hoje? Isso pode indicar como os outros recebem sua imagem atual.  Avalie seu momento de vida, entenda como anda se sentindo, o que tem pensado e desejado, muito provavelmente está externalizando isso. Somos um reflexo do que sentimos.

Ex.: Sempre amou usar muitas cores, transmitia alegria, ama combinações de estampas, das mais diferentes possíveis, mas ultimamente tem andado triste e nunca usou tanto preto como atualmente. É para pensar!

ou

Terminou um relacionamento recentemente e não tem quase saído de casa. Quando vai se arrumar escolhe o que for mais fácil e prático para sair, afinal só vai ali do lado e já volta. Logo você que sempre quis andar bem arrumada, mesmo que fosse na padaria da esquina. Seu momento está estampado em você.

2- Como você deseja ser percebida? Para iniciar sua transformação você precisa saber o que quer transmitir. Tente escrever o máximo possível, evite resposta curta, palavras simples, você é múltipla, não defina sua meta de forma rasa.

3- O que deseja sentir ao vestir-se? Já falei sobre como a roupa nos fortalece, se escolhida estrategicamente. Todos os dias você tem a rotina de escolher o que irá carregar sobre o seu corpo, a peça é extensão, é contato com a pele, você sente e externaliza.

4- O que deseja transformar em você? Quando identificar a mensagem que deseja transmitir, busque perceber o que precisa mudar para que o objetivo seja alcançado.

Essas quatro perguntas servirão para iniciarmos a sua jornada de transformar-se em quem você deseja ser, em quem a sua mentora interior (não sabe do que estou falando? CLIQUE AQUI para ler o conteúdo) quer lhe apoiar, pois ela sabe e já é o que você tanto deseja.

Estarei aqui para te ajudar nesse processo, qualquer dúvida, sugestão e crítica pode dividir com a gente. Escreva aqui nos comentário ou por e-mail.

Beijos, Mari.

 

 

Facebook Comments
Recommended Posts

Deixe um Comentário