A grande maioria das mulheres, em algum momento, já parou para pensar em como a moda pode ajudar na hora de se sentir bem consigo mesma e como pode usar o que tem no armário para favorecer o que tem de melhor. A resposta tem de opções variadas e é o objetivo deste texto. Vamos à elas:

1)Tipo de corpo:

Para descobrir o seu, é muito simples, pegue uma fita métrica, papel e caneta para anotar as medidas. Começando pelos ombros, dê a volta completa com a fita e anote a medida, depois cintura, finalizando com a medida do quadril.

  • Se seu ombro e quadril tiverem medidas próximas (com diferença de até 3 cm), com cintura menor, você está no grupo das de corpo ampulheta;
  • Seu ombro é menor que seu quadril? Corpo pêra, assim como a maioria das brasileiras;
  • Cintura próxima ou mais larga que as demais medidas, corpo maça.
  • Não tem a cintura muito marcada, mais reta, corpo retângulo;
  • Ombros largos e quadril estreito? Triângulo invertido;

corpos

Sabendo disso, você conseguirá, com as roupas, equilibrar sua silhueta. Assim (de modo geral):

  • Estampa aumenta (indicado para quem tem silhueta triângulo invertido);
  • Listras verticais achatam;
  • Listras horizontais alongam;
  • Look monocromático alonga.

estampainferior listavertical meiacolorida monocromatico

2)Cores:

A escolha da cor não só pode te deixar com a pele mais bonita, como impacta no seu humor e no de quem estiver contigo. Por isso vale dar atenção a este item. Para saber qual as cores que combinam com o seu tom de pele, você precisa fazer o teste de análise de cor, onde a consultora levará o material necessário para descobrir junto com você. Mas, sobre a psicologia das cores nós conseguimos falar aqui, então anote e deixe em algum lugar de fácil acesso:

  • Vermelho:

É estimulante, agressivo e dinâmico. As mulheres, geralmente gostam mais de vermelhos mais fechados, com base azulada, enquanto homens preferem os abertos e vivos. Seduz quem olha, emitindo força e poder, também transmitindo sensualidade.

  • Laranja:

Demonstra desprendimento, passa ideia de pessoas extrovertidas e espontâneas. Pode transmitir falta de credibilidade, por isso no trabalho, tente usar nos detalhes e em peças de couro (bolsas e sapatos) que dão solidez;

  • Amarelo:

Estimulante e otimista, energia e calor. Por ser uma cor intensa, pode deixar quem estiver olhando desatento e irritado. Da mesma forma que o laranja, procure usar nos detalhes a cor, no ambiente de trabalho;

  • Azul:

Transmite confiança, respeito, dignidade, serenidade… Por ser a cor primária que mais se aproxima do preto, é utilizada em uniformes, simbolizando autoridade e respeito.

  • Verde:

Masculinidade e elegância quando escuro, relaxante, sereno e receptivo quando claro ou suave. Nos tons mais azulados, prestígio.

  • Rosa:

Ideia de suavidade, delicadeza, docilidade, bondade. Se você já tem essas características e quer passar uma ideia de força, evite usar as cores no ambiente de trabalho, por exemplo;

  • Marrom:

Sugere humildade, passando a ideia de pessoa segura e sem arrogância, confiável e estável. Cor que aproxima, é aconchegante.

  • Preto:

Remete ao luxo e ao luto. A cor mais usada por homens e mulheres, já que é neutra e é difícil errar quando combinada com outra cor ou estampa;

  • Branco:

Simboliza a paz, não a toa é a maior escolhida para passar o ano novo, quando se pede paz ao mundo e a si. Assim como o preto, difícil errar combinação com ela.

3)Estilo e personalidade:

Complementares, sua personalidade dita seu estilo e, para descobrir o seu, você precisa se conhecer cada vez mais e não deixar a moda te guiar sempre. Se você sabe o seu tipo de corpo e sua cartela de cor, saberá se a tendência do momento poderá ou não, ficar bem em você.

  • Ter peças chaves no guarda-roupa que combine com várias outras é obrigatório, evita que a peça fique esquecida, você saberá como usar;
  • Saber que só por que o mundo está usando bota acima do joelho (só um exemplo) você não tem que usar, já que sabe que não tem a ver com você, que não combina com as peças que você tem e não te favorece em nada. Seria abrir mão do seu estilo para ser o estilo do outro;
  • Estar confortável com a roupa que veste e bancar isso. Nada pior do que ficar se ajeitando ou se escondendo por que percebe quem algo está errado.

A moda movimenta muito dinheiro, emprega milhares de pessoas, não para de crescer e acompanhar a mudança do mundo. Seria irreal pensar que não somos influenciados por ela de alguma forma, sem contar a delícia que é estar feliz com quem se é e poder vestir isso. Por isso, mãos, olhos e corpo à obra, descubra-se e vista-se para isso!

Facebook Comments
Recommended Posts

Deixe um Comentário